DPE-TO fará atendimentos a assentados e quilombolas no Bico do Papagaio


A região do Bico do Papagaio apresenta uma demanda preocupante de conflitos agrários.

Publicado em 27/09/2017 16:56

Loise Maria

A região do Bico do Papagaio apresenta uma demanda preocupante de conflitos agrários que atingem comunidades tradicionais como os quilombolas da Ilha de São Vicente em Araguatins e inúmeros acampamentos e assentamentos da região. A DPE-TO – Defensoria Pública do Estado do Tocantins levará os atendimentos de Núcleos Especializados para acompanhar as demandas dessas populações.

Os atendimentos coletivos serão realizados nos dias 28 e 29 de setembro, em Araguatins e Carrasco Bonito, por equipe de Defensores Públicos e Analistas Jurídicos do DPAgra – Núcleo da Defensoria Pública Agrária e NUAmac – Núcleo Aplicado das Minorias e Ações Coletivas de Araguaína.

Um das comunidades de trabalhadores rurais que terá atendimento é do Acampamento Padre Josimo, em Carrasco Bonito. No local, um incêndio de grandes proporções, supostamente criminoso, destruiu mais de 50 barracos onde viviam 80 famílias.

Agenda

Dia 28/09 - comunidade quilombola da Ilha de São Vicente, em Araguatins, e Acampamento Padre Josimo, em Carrasco Bonito

Dia 29/09 – Trabalhadores rurais do acampamentos e assentamentos da região, em Araguatins.





Autor(a): Keliane Vale


Tags: DPE, Atendimento, Bico do Papagaio