Roda de conversa sobre direitos humanos no CEM Castro Alves conta com presença da DPE-TO


Publicado em 01/12/2017 10:16

Loise Maria

Nesta quinta-feira, 30, a Defensoria Pública do Estado do Tocantins (DPE-TO) participou de uma roda de conversa sobre Direitos Humanos e a igualdade entre homens e mulheres com cerca de 60 estudantes do 1º Ano do Centro de Ensino Médio Castro Alves, em Palmas.

A analista jurídica do Núcleo Especializado de Direitos Humanos (NDDH), Liz Marina Régis, foi a representante da instituição na atividade, que faz parte de um projeto do Centro de Direitos Humanos de Palmas (CDHP) em parceria com Ministério Publico Estadual (MPE), Defensoria Pública, Conselho Estadual de Defesa dos Direitos Humanos (CEDDH) e Secretaria Estadual de Educação. A atividade foi acompanhada pela professora do Cem Castro Alves, Ana Cristina.

A roda de conversa foi conduzida pela coordenadora do CDHP, Maria Vanir Ilidio, que abordou questões relacionadas aos direitos humanos de indígenas, pessoas presas, também com foco nos direitos das mulheres e nas situações de violência que vivenciam diariamente. Liz Marina Régis também reforçou essas questões e falou sobre o trabalho da Defensoria Pública na defesa dos direitos humanos e sobre as atividades desenvolvidas pelo NDDH.

“É muito importante para a Defensoria Pública estar nesses espaços. Nosso desejo é que vocês também se tornem defensores da cidadania, e nos espaços que participem também ajudem a defender os direitos humanos. Quando estiverem diante de alguma violação reajam e se perceberem que não podem reagir sozinhos, vocês podem contar com a Defensoria Pública. É muito importante que vocês sejam protagonistas dessa transformação”, reforçou. 

Projeto

A campanha “Igualdade entre homens e mulheres”, desenvolvida pelo CDHP, tem como objetivo de contribuir na diminuição da violência contra a mulher. “A campanha surgiu da necessidade de diminuir a violência doméstica no estado do Tocantins, que está no ranking do terceiro estado com maior número de violência, e nós acreditamos que a questão de desigualdade, principalmente do machismo, está entre as principais causas para essa violência”, explicou Maria Vanir Ilidio.

Com lançamento em setembro deste ano, já foram realizadas rodas de conversa nos Colégios Estaduais Beatriz Rodrigues, Liberdade, Darcy Chaves e Castro Alves. A DPE-TO, o MPE, o CEDDH e a Secretaria Estadual de Educação são parceiros da campanha. “Encerramos a atividades deste ano no Cem Castro Alves e a partir de fevereiro de 2018 vamos retomar. Queremos fazer em todas as escolas estaduais de Palmas e também cidades circunvizinhas”, ressaltou a coordenadora do CDHP.

Texto: Rose Dayanne Santana/Ascom DPE



Tags: Cem Castro Alves, Direitos Humanos, NDDH

 

Photo

Foto : Loise Maria

Photo

Foto : Loise Maria

Photo

Foto : Loise Maria

Photo

Foto : Loise Maria