Notícias

 

Elogios não ofensivos, olhares, chamar para dançar e até mesmo criar um motivo para puxar conversa... Isso pode! Porém, se o “não” vier como resposta, é melhor encerrar o contato por ali mesmo para não incidir em assédio. Essa é uma das orientações do Núcleo Especializado de Defesa da Mulher (Nudem) da Defensoria Pública do Estado do Tocantins (DPE-TO) em sintonia com diversas campanhas no País, que pedem o fim do assédio, em especial no período de carnaval, para que todos e todas possam curtir os dias de festa que estão por vir.  Coordenadora do Nudem, a defensora pública Vanda Sueli Machado explica que os casos de assédio são bem diferentes das características de uma paquera saudável, já que o assédio acontece quando há insistência, incômodo, perseguição, sugestão ou pretensão constantes em relação a outra pessoa: “Temos o direito de dizer não a qualquer momento e o homem tem o deve... leia mais >>

 

 

A situação da mulher arraiana no contexto regional, estadual e nacional foi o tema da mesa redonda realizada no município de Arraias, a cerca de 400 km de Palmas, pela Defensoria Pública do Estado do Tocantins (DPE-TO), no último dia 10, com a presença dos defensores públicos Evandro Kappes e Vanda Sueli, coordenadores do Núcleo Aplicado das Minorias e Ações Coletivas (NUAmac) de Dianópolis e Núcleo Especializado de Defesa da Mulher (NUDEM), respectivamente. O evento, que teve como tema “Mulher Arraiana – Balanço e perspectivas de conquistas”, foi organizado pelo (NUAmac) e (NUDEM), com a parceria do Centro de Referência de Atendimento à Mulher (CRAM), Universidade Federal do Tocantins, Câmara de Vereadores e Prefeitura Municipal. Cerca de 50 pessoas participaram das discussões, que contou com a presença de representantes de entidades de proteção e do poder público que int... leia mais >>

 

 

Com foco no debate sobre a realidade da mulher negra e as políticas públicas que afetam esse segmento na Capital, aconteceu na quarta-feira, 30, na Câmara Municipal de Palmas, uma audiência pública para discussão sobre o tema e para a busca coletiva por soluções. A defensora pública Vanda Sueli Machado, coordenadora do Nudem – Núcleo Especializado de Defesa da Mulher, participou da solenidade, apresentando o trabalho desenvolvido na instituição em defesa da mulher e contra a violência. O evento contou com a participação dos parlamentares, de representantes de movimentos sociais, entre outras instituições. Além dos debates, a audiência teve como deliberação a elaboração de uma carta de reivindicações para a implantação de políticas públicas específicas para as mulheres negras de Palmas.DebateA audiência foi uma solicitação da vereadora Laudecy Coimbra (SD) e atende a solicitação de rep... leia mais >>

 

 

No Dia D Rural contra queimadas, realizado sábado, 12, na região de Taquaruçu Grande e no distrito Taquaruçu, em Palmas, agentes da Defesa Civil Municipal e da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Rural (Seder) realizaram atividades de orientação e fiscalização contra uso indiscriminado do fogo. Ao todo, foram realizadas 205 visitas a propriedades da região, sendo que em 114 propriedades foram encontrados moradores que receberam uma notificação preventiva sobre a proibição das queimadas no período de estiagem. A programação também ofereceu palestras na Paróquia Bom Jesus da Serra do distrito de Taquaruçu Grande, onde um café da manhã foi oferecido a produtores da região que participaram de palestras oferecidas pelo secretário municipal de Desenvolvimento Rural, Roberto Sahium, sobre Alternativas ao Uso do Fogo e sobre Violência contra a Mulher do Campo, em alusão ao dia Dia da Trab... leia mais >>

 

 

“Ele dizia que me amava muito e que estava arrependido. Tudo começou com piadas ofensivas, me ridicularizando na frente das pessoas, depois ele partiu para ameaças, me proibia de sair, destruía as minhas coisas. Queria forçar a relação sexual e quando eu falava que não queria, ele me batia muito. Era aceitar ou ficar toda mutilada, espancada. Eu tinha medo até de cruzar com ele pela casa porque não aguentava tanto sofrimento, até que ele começou a ameaçar me matar. Disse que faria isso sem que ninguém percebesse, beberia meu sangue e depois de tudo tiraria a própria vida.” Este é o relato real de Maria (nome fictício), que procurou a DPE-TO – Defensoria Pública do Estado do Tocantins, por intermédio do Nudem – Núcleo Especializado de Defesa da Mulher, para denunciar a agressão do marido durante 40 anos de casamento.  Casos como estes são frequentes em atendimento do Nudem e são ampara... leia mais >>

 

Presidente da “Fundación para La Reconciliación” visita DPE-TO e reforça a importância da ESPERE


Leonel Narváez esteve na DPE-TO nesta segunda-feira, 29, para falar sobre a metodologia da ESPERE - Escola de Perdão e Reconciliação.

Publicado em 30/05/2017 16:05

 

Padre e Sociólogo, Leonel Narváez, atual presidente e fundador da Fundación para La Reconciliación da Colômbia, esteve na DPE-TO – Defensoria Pública do Estado no Tocantins nesta segunda-feira, 29, para falar sobre a metodologia da ESPERE - Escola de Perdão e Reconciliação.A convite do Nudem – Núcleo de Promoção e Defesa dos Direitos da Mulher da DPE-TO, Narváez foi recebido pela coordenadora e pela assessora jurídica do Núcleo, Vanda Sueli e Catarina Lopes, respectivamente, pelo superintendente de Defensores Públicos do Tocantins, Fábio Monteiro, pelo diretor da regional de Palmas, Leonardo Coelho, e também por integrantes do Curso de Práticas de Justiça Restaurativa.A metodologia da ESPERE tem como objetivo capacitar multiplicadores para semear a cultura política do perdão e da reconciliação, com o aprimoramento das habilidades necessárias para uma convivência mais human... leia mais >>

 

 

A coordenadora do Nudem – Núcleo de Defesa dos Direitos das Mulheres da DPE-TO – Defensoria Pública do Estado do Tocantins participou nesta sexta-feira, 5, da segunda reunião ordinária da Comissão Especial de Promoção e Defesa dos Direitos da Mulher do Condege – Conselho Nacional de Defensores Públicos Gerais, na sede da Defensoria Pública, em Goiânia.Durante a reunião foram discutidos temas referentes à atuação das Defensorias Públicas para a promoção e defesa dos direitos da mulher, entre eles, a realização de seminários estaduais sobre a imagem da mulher na imprensa, atendimentos às vítimas de violência,  alienação parental e guarda compartilhada no contexto da violência domestica, atividades para os 11 anos da Lei Maria da Penha, e também assistência jurídica à vítima inclusive acompanhando as ações penais. “São questões que permeiam nosso cotidiano e ao compartilhar c... leia mais >>

 

 

Nesta quinta-feira, 23, a defensoras públicas Vanda Sueli Machado e Denize Souza Leite participaram do I Simpósio Feminista, com o tema “As mulheres na linha de frente: a insubmissão feminista na atualidade”, realizado pela Universidade Federal do Tocantins, em Porto Nacional.   A DPE-TO – Defensoria Pública do Estado do Tocantins, por meio do Nudem – Núcleo de Promoção e Defesa dos Direitos da Mulher e Regional de Porto Nacional, é parceira do evento, que teve início no último dia 20. Vanda Sueli Machado, coordenadora do Nudem, participou da mesa sobre as "Entidades e Atuações Sociais de proteção às Mulheres", onde pontuou sobre o atendimento realizado pela Defensoria Pública às vítimas de violência doméstica, a importância de combater o problema, assim como de preveni-lo. “Trabalhar com a prevenção é imprescindível, é preciso trabalhar violência de gênero na educação. A... leia mais >>

 

 

Durante a Sessão Solene alusiva ao Dia Internacional da Mulher, realizada nesta quarta-feira, 8, na Assembleia Legislativa do Tocantins, a coordenadora do Nudem – Núcleo Especializado de Defesa dos Direitos das Mulheres, defensora pública Vanda Sueli Machado de Souza Nunes, usou a tribuna para alertar sobre a luta pelos direitos das mulheres, o combate a violência e a igualdade de gênero.“A violência de gênero é o pior tipo de violência, ela afeta não só as mulheres, mas toda a sociedade. É uma realidade triste que vivenciamos no Brasil, no Tocantins,no mundo. O machismo mata todos os dias”, destacou.De acordo com Vanda Sueli, a Defensoria Pública, enquanto integrante do sistema de justiça, juntamente com o Poder Legislativo, que atua na construção das leis, e o Executivo, têm a missão de implementar políticas públicas para as mulheres. “Não queremos que o Tocantins contin... leia mais >>

 

 

A coordenadora do Nudem – Núcleo Especializado de Defesa dos Direitos das Mulheres, defensora pública Vanda Sueli Machado de Souza Nunes, participou de uma série de atividades nesta terça-feira, 7, alusivas ao 8 de Março, Dia Internacional da Mulher.Em programação organizada pelo Fórum de Articulação de Mulheres Feministas e pela Organização Feminista Casa 8 de Março, na sede do SINTRAS, a Vanda Sueli pontuou sobre a violência doméstica e atuação da Defensoria Pública na área. “Precisamos trabalhar na perspectiva da educação e levar a informação a outras mulheres sobre seus direitos. O Brasil tem números alarmantes de violência contra a mulher e, apesar de termos avançado com a Lei Maria da Penha, a implementação da Lei não é uma realidade. Infelizmente, o sistema de justiça é machista, e as mulheres que conseguem denunciar e buscar a ajuda esbarram na falta de aparelhament... leia mais >>

 

Mulheres da Defensoria Pública participam de roda de conversa em Palmas


Ação fez parte do movimento mundial 8M

Publicado em 08/03/2017 15:04

 

Defensoras Públicas e Servidoras da DPE-TO – Defensoria Pública do Estado do Tocantins aderiram ao movimento 8M, uma mobilização mundial que aconteceu no Dia Internacional da Mulher, e que busca dar visibilidade à luta por igualdade. Em Palmas elas pararam as suas atividades por uma hora na manhã desta quarta-feira, 8, e se reuniram no auditório da DPE-TO para uma roda de conversa, organizada pelo Nudem – Núcleo de Defesa dos Direitos das Mulheres e NDDH – Núcleo de Defesa dos Direitos Humanos.  Foi um momento para conversar sobre as dificuldades enfrentadas no trabalho, violência doméstica, conscientização para os Assistidos e outros assuntos. “Esse movimento é a nossa adesão à greve internacional das mulheres, para que a gente possa chamar a atenção para as pautas de igualdade de gênero que ainda não são respeitadas. Nesse 8 de março, não há motivos para comemorar. Os ... leia mais >>

 

 

Mundialmente as mulheres irão parar no dia 8 de Março em apoio ao movimento 8M. A mobilização, que acontece no Dia Internacional das Mulheres, busca dar visibilidade à luta por igualdade. No Brasil, a pauta unificada é a Reforma da Previdência e o impacto sobre a vida das mulheres, além de trazer as questões da violência e igualdade de gênero.Integrando a agenda para o Mês da Mulher, a DPE-TO – Defensoria Pública do Estado do Tocantins, por meio do Nudem – Núcleo de Defesa dos Direitos das Mulheres e NDDH – Núcleo de Defesa dos Direitos Humanos, lança a campanha #8MDefensoriaTO #DiferentesSimDesiguaisNão, que consiste numa parada simbólica durante uma hora do expediente, em que as mulheres poderão conversar sobre as dificuldades enfrentadas no trabalho, conscientização para os Assistidos, e  a divulgação de um vídeo alusivo à temática, disponível no link https://vimeo.com/... leia mais >>

 

 

Com objetivo de construir uma agenda propositiva e unificada para Março, considerado como um mês de lutas pelos direitos das mulheres, movimentos sociais do Tocantins organizaram diversas programações alusivas ao 8 de Março, Dia Internacional da Mulher. Para este ano, unificou-se a pauta da Reforma da Previdência e os impactos sobre os diretos das mulheres, além de trazer as questões da violência e igualdade de gênero.A DPE-TO – Defensoria Pública do Estado do Tocantins, por meio do Nudem – Núcleo de Defesa dos Direitos das Mulheres e NDDH – Núcleo de Defesa dos Direitos Humanos vem contribuindo com as discussões entre órgãos públicos e os movimentos de mulheres, além de organizar atividades internas para o 8 de Março.A Agenda do Fórum de Articulação de Mulheres Tocantinenses e Casa 8 de Março começa nesta terça-feira, 7, e segue até o dia 8, no SINTRAS - Sindicato dos Tra... leia mais >>

 

 

Com objetivo de construir uma agenda propositiva e unificada para Março, considerado como um mês de lutas pelos direitos das mulheres, movimentos sociais do Tocantins organizaram diversas programações alusivas ao 8 de Março, Dia Internacional da Mulher. Para este ano, unificou-se a pauta da Reforma da Previdência e os impactos sobre os diretos das mulheres, além de trazer as questões da violência e igualdade de gênero.A DPE-TO – Defensoria Pública do Estado do Tocantins, por meio do Nudem – Núcleo de Defesa dos Direitos das Mulheres e NDDH – Núcleo de Defesa dos Direitos Humanos vem contribuindo com as discussões entre órgãos públicos e os movimentos de mulheres, além de organizar atividades internas para o 8 de Março.A Agenda do Fórum de Articulação de Mulheres Tocantinenses e Casa 8 de Março começa nesta terça-feira, 7, e segue até o dia 8, no SINTRAS - Sindicato dos Tra... leia mais >>

 

 

Março é considerado como um mês de lutas pelos direitos das mulheres. Nesse sentido, com objetivo de construir uma agenda propositiva e unificada de programações para o mês, a DPE-TO – Defensoria Pública do Estado do Tocantins vem contribuindo com as discussões entre órgãos públicos e movimentos de mulheres. Nesta quinta-feira, 23, a coordenadora do Nudem – Núcleo Especializado de Promoção e Defesa dos Direitos da Mulher da DPE-TO, defensora pública Vanda Sueli, participou de uma reunião do Cedim - Conselho Estadual dos Direitos da Mulher e também esteve na Casa 8 de Março para discutir com o Fórum de Articulação de Mulheres Tocantinense  (AMT) e outros parceiros as programações para o mês de Março. A reunião contou ainda com a presença de representantes do Cedim e da Secretária da Cidadania e Justiça, da Comissão da Mulher Advogada da OAB, da Casa 8 de Março, de residentes da FESP - ... leia mais >>